Desafio #youcandoit: sexta semana

tumblr_static_image-fascinating-images-from-outer-space-update-dec_4958696

Depois do pequeno fracasso da última semana, já estou me programando para o cumprir o novo desafio no fim de semana.

DESAFIO #YOUCANDOIT #6: VÁ AO PLANETÁRIO

Felizmente, moro bastante perto do Planetário do Rio, que tem várias sessões de cúpula legais aos finais de semana, e tenho amigas que se autodeclaram do fã-clube do espaço, então companhia não faltará.

Se você quiser participar do desafio mas não tiver acesso fácil a um planetário, sugestões alternativas incluem ler os textos sobre espaço na seção de Tech & Games da Capitolina, assistir Cosmos (tem no Netflix!) ou ler um dos textos mais maravilhosos/aterrorizantes que li recentemente.

Anúncios

Resultados #youcandoit: quinta semana

Sinto informar que… eu falhei. O #youcandoit da semana passada parecia simples: ver um documentário de viagem. Só exigia uma conexão de internet e duas horas de tempo livre. Infelizmente, essas coisas não aconteceram ao mesmo tempo durante a semana inteira.

Tive uma das semanas mais cheias da minha vida: reuniões, uma viagem bate-e-volta pra Brasília, um fim de semana que não colaborou na categoria “vida pessoal”. É agora segunda de novo e meu corpo está pedindo para hibernar.

O que eu consegui fazer, na minha tentativa de cumprir o desafio, foi ver 50% de Craigslist Joe, que estava na categoria de documentários de viagem no Netflix então eu decidi que contava, apesar de não ser tão viajante assim. Estou vendo os outros 50% agora, enquanto escrevo o post.

CraigslistJoe

A premissa de Craigslist Joe é a seguinte: um cara, Joe, decide tentar passar um mês inteiro sem dinheiro próprio e sem contatos conhecidos, viajando e vivendo dos anúncios do Craigslist. Me lembrou um pouco do It chooses you, da Miranda July, projeto em que ela visitou pessoas que vendiam coisas em classificados do jornal, e registrou as visitas em livro. Mas Craigslist Joe não está me tocando tanto quanto o livro de Miranda July. Não sei a exata razão, mas há um certo incômodo no fato de que ele está fazendo tudo isso mas acompanhado de um cameraman que não é personagem, o que faz com que eu sinta que os outros personages estão agindo mais como em um reality show do que em um documentário (não que documentários sejam, claro, representações fiéis da realidade, ou não envolvam fios narrativos subjetivos, mas tem um quê mais forte de “atuação” no esquema deste filme). Parte do estranhamento talvez seja também porque o cartaz começa um um enorme “Zach Galifianakis presents”, quem sabe. De qualquer forma, na categoria “documentário de viagem”, não é muito interessante ou eficiente (mas, neste caso, culpo o Netflix).

Tentarei cumprir o desafio melhor esta semana, mesmo fora do prazo, só para sentir como se não tivesse falhado tanto – ou não cumprirei, aceitarei a derrota, e tentarei não me apegar, porque, né, o perfeccionismo precisa descansar um pouquinho.

Mas, de qualquer forma, de manhã (com um dia de atraso) sai o próximo desafio, que prometo tentar cumprir.

Desafio #youcandoit: quinta semana

Louis Armstrong New Orleans International Airport, no clima de viagem.

Louis Armstrong New Orleans International Airport, no clima de viagem.

Acreditam que já passou um mês de #youcandoit? Cumpri o último aos 45 do segundo tempo, e provavelmente cumprirei o de agora em intervalos de tempo estranhos porque minha semana será excepcionalmente caótica (inclui uma variedade de reuniões e uma passagem de menos de 24h por Brasília, além do meu trabalho regular).

Felizmente, o novo desafio pode ser cumprido em momentos variados:

DESAFIO #YOUCANDOIT #5: VEJA DOCUMENTÁRIOS DE VIAGEM

Felizmente também, o namorado é super ligado em documentários, então terei companhia e umas boas dicas.

Como de costume: participem e me contem! Adoraria também as dicas de vocês para documentários para eu ver durante a semana, porque não sou tão entendida do assunto.

Resultados #youcandoit: quarta semana

Para quem não acompanhou, o #youcandoit da vez era sair para tomar café da manhã. Como eu previ, foi muito mais difícil do que parecia. Não sou uma pessoa boa de acordar cedo, e tive uma semana bem cheia. Acabei deixando para o último dia, e mesmo assim foi só por muita perseverança, porque a vontade de ficar debaixo das cobertas era enorme!

Felizmente, tinha ainda outra motivação para sair de casa logo: a Capitolina saiu no jornal O Dia! Já tinham me avisado que ia ser capa, então estava muito empolgada pra passar no jornaleiro e comprar uma porção de exemplares (foram cinco no total).

!!!!!!!!

!!!!!!!!

Munida dos jornais e acompanhada do namorado, fui para a Casa Carandaí, lugar delicioso no Jardim Botânico que eu frequento menos do que gostaria. Nunca tinha provado o café da manhã de lá (todo fim de semana, de 9h às 12h, bufê liberado de comidinhas de café por R$38/pessoa) e fui cheia de expectativas, mas não me decepcionei. Estava cheio e tinha fila, porque chegamos lá pras 10h30 (mais cedo foi impossível), mas a comida era gostosa à beça (especialmente o pão na chapa que trazem quentinho na mesa de vez em quando).

Acho a decoração uma gracinha.

Acho a decoração uma gracinha.

Pratos deliciosos!

Pratos deliciosos!

A lista de opções.

A lista de opções.

All in all, o desafio foi, como todos até agora, um sucesso. Me preparo, agora, para uma semana ainda mais cheia do que a que passou. Mas prometo que, mesmo assim, solto desafio novo amanhã.

Desafio #youcandoit: quarta semana

Caprichando no café da manhã americano em NY!

Caprichando no café da manhã americano em NY!

Vocês já devem saber qual é a do #youcandoit, né? Toda semana, sorteio um pequeno desafio de uma lista gigantesca que tenho aqui no computador, me comprometo a cumpri-lo até o fim da semana e convido vocês a fazerem o mesmo. O da semana passada envolveu chocolate, e o dessa semana também será gostoso e envolverá comida!

DESAFIO #YOUCANDOIT #4: SAIA PARA TOMAR CAFÉ DA MANHÃ

Confesso que este desafio será mais difícil do que parece para mim, porque eu não tomo café da manhã praticamente nunca (sim, sei que isso não é um hábito nada saudável!), e acordar em horários decentes de manhã não é meu forte. Mas só de pensar nos lugares aqui perto de casa que servem café da manhã dá até vontade de sair de casa umas horas antes do que eu preciso, só pra comer uns pães deliciosos.